Ferramentas Pessoais
Você está aqui: Página Inicial - Atividades - 1 Semestre de DOCUMENTÁRIO: Fundamentos práticos e teóricos

1 Semestre de DOCUMENTÁRIO: Fundamentos práticos e teóricos

1 SEMESTRE DE FORMAÇÃO EM DOCUMENTÁRIO: FUNDAMENTOS PRÁTICOS E TEÓRICOS (1º SEMESTRE 2012)

Cinema documentário: a formação de um olhar

Coordenação: Paola Prestes

Com Paola Prestes, Andre Fratti Costa, Eduardo Escorel, Alziro Barbosa, Luiz Adelmo, Lilian Santiago


Você ainda pode se inscrever em aulas avulsas, palestras e módulos abertos deste curso.

Para mais informações: 11 3060.3636


OBJETIVO

Desenvolver seu próprio documentário, a partir do repertório teórico e atividades práticas oferecidas durante as aulas.

SOBRE O CURSO

Você será acompanhado por profissionais da área em aulas teóricas, técnicas e oficinas, desenvolverá seu documentário, tendo como base a história da modalidade e suas principais vertentes, desenvolvendo seu olhar crítico em relação ao cinema documentário e sua narrativa.

O curso será dividido em dois momentos:

Aulas Teóricas: fundamentos e conceitos de cinema documentário.

Oficinas: desenvolvimento de um documentário. Com essas três abordagens complementares, o aluno terá a base necessária para realizar documentários autorais.


Além de aulas presenciais, o curso oferece uma aula online sobre “Cool Hunting: pesquisa de campo” com um panorama das técnicas de pesquisa de mercado, tendências de consumo e criação.

*São inseridos no conteúdo programático - com 50% de desconto - módulos de gestão com foco nas indústrias criativas. Os módulos incluem conteúdos para desenvolver empreendimentos e ampliar as possibilidades de inserção no mercado de trabalho. Serão três sábados para estudar gestão de pessoas, marcas e finanças para projetos empreendedores:

  • Gestão de Marcas
  • Gestão de Pessoas
  • Gestão de Finanças

*Vagas limitadas. Consulte a Secretaria para fazer sua inscrição.


MERCADO DE TRABALHO

Os canais de TV a cabo popularizaram enormemente o consumo de documentários, abrindo até mesmo o mercado de grandes produções para o cinema. History Channel, People and Arts, Discovery e National Geographic são alguns exemplos de canais que compram documentários ou séries de documentários de produtoras independentes brasileiras e estrangeiras. Certos formatos de reality shows de aventura, ou oficinas, também são desdobramentos do gênero de documentário sendo portanto um formato de grande versatilidade.


 

Este curso foi realizado entre os dias 02/03/2012 e 29/06/2012
No periodo das 19:30 às 18:00

BENEFÍCIOS EXCLUSIVOS PARA ALUNOS DESTE CURSO:

Consulte o balcão de inscrições na recepção da Escola para conhecer os cursos, palestras e aulas avulsas disponíveis para você já se inscrever: RESERVE A SUA VAGA.


Clique para baixar o programa do curso


Curso Prático e Teórico

Nível: Básico


Professores: 


Paola Prestes
Paola Prestes

Documentarista, Paola Prestes é formada em Artes Plásticas pela FAAP, com especialização em Cinema Documentário pela FGV. É mestranda em Comunicação e Semiótica na PUC-SP, onde escreve uma dissertação sobre o cinema documentário de Werner Herzog. Fundou a produtora independente sarnafilmes em 2001 e o grupo de criação audiovisual Praxis Digital em 2010. Realiza documentários etnográficos para agências de publicidade, vídeos institucionais, vídeoinstalações e documentários cuja temática está relacionada à arte e cultura brasileiras. Produziu e dirigiu o documentário de longa-metragem Flávio Rangel – o teatro na palma da mão, que estreou na TV Cultura e integrou a 33ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo e foi recentemente lançado em DVD pelo selo Biscoito Fino.

Alziro Barbosa
Alziro Barbosa

Fotógrafo. Mestre e Bacharel em Direção de Fotografia, pelo Instituto Estatal de Cinema Rússia. Diretor de fotografia de diversos filmes nacionais e foi premiado três vezes por melhor fotografia pela Associação Brasileira Cinematográfica e pelo Festival de Gramado. Dentre os filmes em que foi o responsável pela direção de arte destacam-se: “Mistéryos” “JK- Uma pela Noite Para Voar” e “Serras da Desordem”.

Luiz Adelmo
Luiz Adelmo

Sound Designer, editor de som, mixador e técnico de som. Estudou na Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo, onde realizou também Mestrado e Doutorado na área de Som. É autor do livro Som-Imagem no Cinema, publicado pela Editora Perspectiva.

Lilian Santiago
Lilian Santiago

 Atua há mais de 15 anos na área de produção audiovisual, sendo docente de produção e diretora audiovisual em importantes instituições educacionais, associações culturais e festivais de cinema e vídeo. Atualmente é professora-cineasta do curso de Cinema e Audiovisual do CEUNSP (Salto-SP). Está em fase de pré-produção do documentário “Batuque de Graxa”, ganhador do Edital de Crônicas da Cidade de São Paulo.

Entre seus trabalhos autorais estão a realização dos documentários “Eu tenho a palavra”(2010) - Prêmio Etnodoc 2009 e “Balé de Pé no Chão”(2005) que ganhou, entre outros, o prêmio de Melhor Documentário no I Hollywood Brazilian Film Festival (2009); o doc-ficção “Graffiti” (2008) - vencedor do Prêmio Estímulo ao Curta-Metragem e o filme documentário “Família Alcântara” (2005), com Daniel Santiago, exibido nos cinemas e na TV e ganhador de diversos prêmios. Como produtora executiva, atuou no filme longa-metragem “Latitude Zero” (2001), de Toni Venturi, e integrou a equipe de produção de importantes filmes brasileiros tais como “Os Matadores”, de Beto Brant, “Alô”, de Mara Mourão, “A Hora Mágica”, de Guilherme de Almeida Prado, “Ed Mort”de Alain Fresnot, entre outros.

 

Andre Fratti Costa
Andre Fratti Costa

Cineasta e Documentarista. Professor Universitário de Cinema, de Televisão e do curso de Produção Cultural na FAAP e Professor da Pós-Graduação da USJT, curso de Criação Visual e Multimídia.

Mestre pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de S.Paulo. Curador nos anos de 2010 e 2011 da Mostravídeo do Itaú Cultural, realizada mensalmente em Belo Horizonte e em Curitiba. Recebeu o Prêmio Rumos Itaú Cultural Cinema e Vídeo 2006/2007, com o projeto cinematográfico Histórias de Morar e Demolições e o Prêmio Canal Contemporâneo de Melhor Vídeo de Registro de Arte 2010, com o documentário Regina Silveira: Blindagem. Dirigiu os documentários Cinecidades: Paisagens em Movimento, Esporte Substantivo Feminino, Histórias de Morar e Demolições, ,Freguesia do Ó: cenas de um bairro, histórias de uma cidade, , Peju Katy: Venham todas as crianças (2004), No Meio do Caminho: cidade e cidadania; Engenho dos Erasmos: imagens da redescoberta (2002), Peju Katu: Venham todas as crianças (2003).

Eduardo Escorel
Eduardo Escorel

Cineasta e montador, começou a trabalhar no meio cinematográfico aos 20 anos, como assistente de direção de Joaquim Pedro de Andrade em O padre e a moça (1965). No ano seguinte, dirigiu com Júlio Bressane o documentário Bethânia bem de perto. Nascido em São Paulo, em 1945, mudou-se para o Rio de Janeiro nos anos 60, onde fez o curso de cinema promovido pela UNESCO e o Itamaraty e ministrado por Arne Sucksdorff em 1962, e graduou-se em ciências políticas e sociais na PUC. Como montador, atuou em diversos filmes de diferentes diretores e estilos, desde Joaquim Pedro de Andrade, Glauber Rocha e Leo Hirszman e Eduardo Coutinho e José Joffily. Em 1969, dirigiu o documentário de curta-metragem Visão de Juazeiro, e em 1976, fez seu primeiro longa, Lição de amor. Na década de 90, dedicou-se à realização de documentários, com destaque para os filmes de uma trilogia histórica: 1930 - Tempo de revolução (1990), 32 - A guerra civil (1993) e 35 - O assalto ao poder (2002).


O material de apoio das aulas será enviado por email pela Secretaria Escolar para um melhor aproveitamento do curso. A impressão é opcional, salvo a solicitação do professor.


Verifique com a Secretaria Escolar os feriados, emendas e férias que podem coincidir no calendário do curso.


A Escola São Paulo poderá alterar datas e horários ou cancelar os cursos, de acordo com o número de interessados. Em caso de imprevisto com o professor, poderá haver substituição, a critério da Escola São Paulo, sem alteração do programa. No decorrer do curso, algumas aulas poderão ser abertas para inscrições avulsas.


Foto: maxymedia - flickr