Ferramentas Pessoais
Você está aqui: Página Inicial - Atividades - 1 Semestre de GESTÃO DO EMPREENDIMENTO CULTURAL E CRIATIVO

1 Semestre de GESTÃO DO EMPREENDIMENTO CULTURAL E CRIATIVO

FORMAÇÃO EM GESTÃO DO EMPREENDIMENTO CULTURAL E CRIATIVO (1º SEMESTRE - 2012)

Formato inédito de curso de Gestão no Brasil, com aulas práticas

Processos de concepção, planejamento e desenvolvimento de empreendimentos e iniciativas culturais e criativas sustentáveis


Coordenação: Minom PinhoAndré Martinez

Professores: Gilson Schwartz, Lala Deheinzelin e Caio Mariano 


Você ainda pode se inscrever em aulas avulsas, palestras e módulos abertos deste curso.

Para mais informações: 11 3060.3636


Em formato inédito no Brasil, com aulas práticas, o curso une processos de concepção, planejamento e desenvolvimento de empreendimentos e iniciativas culturais e criativas sustentáveis para que os alunos sejam capazes de contemplar os âmbitos econômico, social, político e ambiental desses empreendimentos e seus impactos no mercado e na sociedade. O curso abrange Introdução Teórica, Ativos Culturais e Criativos, Laboratório, Articulação, Comunicação e Redes, Diversidade em Diálogo.

Serão abordadas temáticas e processos para ampliar habilidades e conhecimentos sobre:

  • Gestão de empreendimentos culturais e criativos.
  • Arranjos criativos locais – econômicos e sociais.
  • Conceito e importância da discussão sobre economia criativa e indústrias criativas.
  • Agendas e políticas públicas nacionais, intergovernamentais e intersetoriais.
  • Diversidade, diálogo e tecnologias de convivência.
  • Redes colaborativas e coempreendedorismo.
  • Linguagens, instrumentos e conteúdos como meio de inovação.
  • Gestão de patrimônio cultural e criativo.


Por meio do laboratório de design de empreendimentos, cada participante terá a oportunidade de aplicar os conhecimentos teóricos oferecidos à sua iniciativa cultural e criativa, ampliando as suas fronteiras de aprendizado.

O curso é direcionado para profissionais do mercado criativo e cultural, empreendedores, artistas, produtores culturais, gestores empresariais, gestores de organizações sociais, gestores públicos, pesquisadores, estudantes universitários interessados em empreendimentos culturais, criativos e sustentáveis.

Assista ao video do aluno Marcos Dimenstein (Catraca Livre) sobre o curso:

Este curso foi realizado entre os dias 14/02/2012 e 19/07/2012
No periodo das 04:05 às 22:30

Verifique com a Secretaria Escolar os feriados e emendas que podem coincidir com o calendário do curso.


BENEFÍCIOS EXCLUSIVOS PARA ALUNOS DESTE CURSO:


Plano de Aulas:

Introdução Teórica I
O empreendedor criativo e cultural e sua centralidade na nova economia: identidade, papel e responsabilidades; Ideia e a complexidade da cultura

Introdução Teórica II
O desafio da sustentabilidade do empreendimento cultural e criativo: perspectivas socioambiental, econômica, ética e política; Sustentabilidade como questão psicossocial

Ativos Culturais e Criativos
Empreendimento como provedor de instrumentos, linguagens e conteúdos para o mercado e a sociedade; Expressão artística e estética: arte e aprendizagem expansiva; O cidadão intérprete-criador-realizador

Laboratório I
Laboratório de Design de Empreendimento: foco em gestão de atividades e serviços de acesso a conteúdos, instrumentos e linguagens
Economia Criativa e Indústrias Criativas: impacto socioeconômico
Economia criativa e desenvolvimento sustentável; Perspectiva histórica da indústria criativa brasileira; Tendências, capacidade e movimentação econômica instalada no território: infraestrutura, know-how, uso responsável dos recursos econômicos, financeiros, tecnológicos e naturais

Laboratório II
Laboratório de Design de Empreendimento: foco em gestão de recursos econômicos e impacto territorial

Patrimônio Cultural e Criativo
Efeitos de um empreendimento em relação às interfaces entre identidade, memória social, meio ambiente e patrimônio cultural material e imaterial da sociedade

Laboratório III
Laboratório de Design de Empreendimento: foco investigativo em gestão de serviços e produtos relacionados a patrimônio cultural e criativo

Articulação, Comunicação e Redes
Alinhamento com agendas públicas locais, nacionais e intergovernamentais, participação socioeconômica e colaboração em rede; Cultura e Comunicação; Implicações do empreendimento cultural e criativo no contexto da Comunicação Social; Comunicação como empreendimento e empreendimento como comunicação; Cultura digital e cyberdemocracia.

Coempreendedorismo
Uso de tecnologias para viabilizar, nas tomadas de decisão mais críticas, a participação direta ou indireta dos segmentos e mercados envolvidos no empreendimento, garantindo assim a sua legitimidade social e comunitária; Governanças setoriais e intersetoriais, redes de cooperação produtiva e clusters regionais

Laboratório IV
Laboratório de Design de Empreendimento: foco investigativo em gestão participativa e cooperação produtiva

Diversidade em Diálogo
Abordagem empreendedora a partir dos princípios da diversidade cultural, coexistência e biodiversidade; Ética e valores universais; Respeito integral à vida e às liberdades culturais; Tecnologias de convivência; Resolução de conflitos; Política pública orientada à diversidade cultural, diálogo social, aprendizagem comunitária em rede e desenvolvimento socioeconômico

Pesquisa & Desenvolvimento
Uso de metodologias que permitam o aprendizado a partir do empreendimento, o aperfeiçoamento contínuo das práticas e sistematização, difusão e apropriação dos conhecimentos decorrentes; Metodologia de pesquisa – ação colaborativa, noções gerais.

Laboratório V
Laboratório de Design de Empreendimento: foco investigativo em gestão de pessoas e negócios criativos com base em tecnologias de convivência e nos princípios da diversidade cultural, coexistência e biodiversidade

Laboratório VI
Laboratório de Design de Empreendimento: foco investigativo em desenvolvimento continuado e processos de pesquisa – ação colaborativa


Curso Prático e Teórico

Nível: Intermediário

Material necessário para o aluno levar nas aulas: notebook (opcional).


Professores: 


Minom Pinho
Minom Pinho

Sócia-diretora da Casa Redonda Cultural e da Casa Redonda Patrocínio Sustentável.
Possui 10 anos de experiência em planejamento, gestão e execução de projetos e programas culturais com foco social e educativo. Assina a produção executiva de projetos, programas e conteúdos nos segmentos de audiovisual, artes visuais, música, humanidades, arte e tecnologia e artes integradas. Consultora em políticas de investimento privado, envolvendo concepção e gestão de editais e fundos de investimento na área, além de colaborar com diversas iniciativas de empreendedorismo cultural, social e criativo para empresas, institutos, fundações e organizações sociais. Ministra cursos e palestras sobre gestão sociocultural e arranjos criativos sustentáveis. Pós-Graduada em Arte e Tecnologia e graduada em Computação pela Unifacs – Bahia

Gilson Schwartz
Gilson Schwartz

Economista, sociólogo e jornalista, professor do Departamento de Cinema, Rádio e TV da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo. Possui graduação em Economia e em Ciências Sociais pela Universidade de São Paulo (1980, 1981), mestrado e doutorado em Ciência Econômica pela Universidade Estadual de Campinas (1985 e 1993) e atividades de pós-doutorado como Professor Visitante do "Núcleo de Pesquisa em Relações Internacionais" (NUPRI-USP, 1997-1999) e no Instituto de Estudos Avançados da USP (1999-2005). Desde 2005 é professor do Departamento de Cinema, Rádio e TV da Escola de Comunicações e Artes da USP, responsável pela disciplina de pós-graduação "Economia da Informação e Novas Mídias". Colaborou entre 1983 e 2006 como articulista, editorialista e analista econômico do jornal "Folha de S.Paulo" e em 2007 participou da criação e atuou como colaborador da Editora Globo nas revistas "Época" e "Época Negócios", onde lançou a coluna "Iconomia".

Lala Deheinzelin
Lala Deheinzelin

Especialista em Economia Criativa & Desenvolvimento Sustentável, criou e coordena o movimento internacional Crie Futuros. Trabalha no Brasil e exterior desenvolvendo metodologias próprias integrando processos de desenvolvimento através da criatividade e cultura. Assessora, palestrante, consultora, facilitadora de cursos e workshops para corporações, governos e instituições internacionais multilaterais na formulação de estratégias de inovação, desenvolvimento e cooperação com foco em Futuros Desejáveis, Cultura, Economia Criativa e Desenvolvimento Sustentável.

Caio Mariano
Caio Mariano

Sócio-diretor de Senna & Mariano Advogados, escritório especializado em Direitos Autorais, Entretenimento e Propriedade Intelectual. Bacharel em Direito pela Universidade Católica do Salvador (UCSAL). Advogado legalmente habilitado e inscrito nos quadros da Ordem dos Advogados do Brasil, seccional Bahia e Rio de Janeiro. 

André Martinez
André Martinez

Pesquisador interdisciplinar independente, autor, conferencista e consultor em tecnologia sociocultural e design sustentável de políticas e empreendimentos culturais. Curador do Prêmio Empreendedor Cultural. Consultor de organizações como Instituto Avon, Camargo Corrêa, Comgás, Instituto Claro, Sebrae e Grupo Box Brasil. Filmmaker documentarista, investiga a obra de artistas que fazem pensar sobre a diversidade em diálogo no Brasil, entre os quais Jorge Mautner e Walmor Corrêa. Foi diretor executivo da Fundacine-RS e Brant Associados, coordenador de cultura do SESC-RS e vice-presidente do Instituto Pensarte. É autor do livro Democracia Audiovisual e co-autor do Guia do Empreendedor Sociocultural. Mais sobre suas pesquisas em www.andremartinezcult.com.


O material de apoio das aulas será enviado por email pela Secretaria Escolar para um melhor aproveitamento do curso. A impressão é opcional, salvo a solicitação do professor.


A Escola São Paulo poderá alterar datas e horários ou cancelar os cursos, de acordo com o número de interessados. Em caso de imprevisto com o professor, poderá haver substituição, a critério da Escola São Paulo, sem alteração do programa. No decorrer do curso, algumas aulas poderão ser abertas para inscrições avulsas.